26 de out de 2011

Liberta-te


me deixe sair
cavalo fraco

são dedos amenos
assim de terrenos
CANELA E CRAVO

me deixe sair
agora,

esconder a espora,

do corpo dono
que aqui não mais mora.


(Cássio D. Versus)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Solte o seu zunido aê..

Ocorreu um erro neste gadget